Blog

A vegetação pode transformar o ambiente, não apenas no aspecto visual, como também pode interferir diretamente na qualidade do ar, e na criação de um microclima mais agradável dentro de casa, ou seja, um ar mais puro e mais fresco.

Além disso, ajudam na decoração, trazem mais vida e colorido para o lar e podem até ajudar na saúde, contudo, é preciso saber escolher quais tipos de plantas são adequadas para espaços internos.

Veja algumas dicas!

Escolha o tipo certo de plantas

Para ambientes internos deve-se optar por aquelas que precisam apenas de alguma luminosidade para se desenvolver, não sendo necessária a exposição direta à luz do sol. Existem diversas plantas com essa característica, de variadas formas e tamanhos. Algumas plantas que se encaixam nesses requisitos são: orquídeas, samambaias e a zamioculca.

A escolha deve levar em conta a decoração, o espaço que elas vão ocupar e, claro, a preferência de quem mora no local. Também há opções de acordo com o benefício que ela traz. Algumas atuam como purificadores de ar, outras ajudam a umidificar o ambiente e outras ainda liberam perfumes agradáveis.

Fácil cuidar

Em geral, as plantas mais indicadas para interiores exigem pouco trabalho de manutenção. Muitas não precisam ser regadas todos os dias, algumas apenas uma ou duas vezes por semana. Certifique-se também de escolher o vaso mais adequado e o adubo certo para cada tipo. Um bom exemplo disso são os cactos.

Alergias e Toxinas

É sempre bom lembrar que se tiverem crianças, pets ou pessoas muito alérgicas na casa, é preciso ter certeza que a planta escolhida não representa riscos. Algumas podem ser venenosas para animais e crianças, ou liberar substâncias que causam alergias aos mais sensíveis. Consulte um especialista.

Sugestões:

Essas são algumas plantas que podem dar certo na sua casa.

  • Palmeira Chamaedórea– esse tipo atinge até dois metros de altura. Não deve ser exposta diretamente ao sol e sua terra tem de estar sempre úmida.
  • Marantas– sua estampa, que mistura verde, rosa e roxo, cai bem em diversos tipos de decoração.
  • Orquídeas– elas florescem até duas vezes por ano, devem ficar à sombra e exigem poucas regas.
  • Jiboia– pode ser cultivada de forma pendente ou dispor de um apoio para crescer como uma trepadeira.
  • Violetas africanas– dão flores o ano todo e precisam de um ambiente úmido e quente, com iluminação indireta.
  • Cacto – A premissa de sobrevivência dos cactos é: muito sol e pouca água, essas plantas precisam ficar em um local bem ventilado, onde bata sol, próximo a uma janela seria ideal, é preciso também atentar para não afogá-las, regar uma vez por semana é o suficiente.
  • Samambaia –Essa planta se adapta facilmente a lugares com pouca luz e não é necessária muita manutenção, basta deixa-la perto da janela onde a luz seja mais suave e regar todos os dias.

 

 

Gostou das dicas? Compartilhe 😉

 

 

Comentários